Conheça a linda história de Sarda, resgatado por amigos da Cracolândia de SP

 

Já pensou quantos “Sardas estão esperando por nossa ajuda?”

Após ser resgatado e levado para uma clínica de reabilitação, Sarda faleceu por problemas cardíacos.

Os amigos que o resgataram, deixaram uma carta linda em homenagem ao Sarda

“Ao Sarda e a todos envolvidos

Ironia do destino que a mais bela lição de vida desses últimos tempos, tenha vindo de alguém que por décadas habitou em algum dos lugares mais hostis do nosso país. O mundo parece estar carente de historias de amor, de repente o que deveria ser um ato comum de ajuda a um amigo, assume uma dimensão que nos faz refletir sobre o que é normal.

O que o Sarda causou em todos, revela um grave problema social que vivemos, mas também revela um problema ainda maior de valores, pelo jeito o altruísmo anda esquecido

Queríamos o sarda gora entre nós, não para aliviar qualquer sentimento de culpa por não termos descoberto a história dos últimos 30 anos da vida dele antes, mas pelo valor absoluto que ele traz a vida de qualquer um

O que ouvimos dele nas ultimas 24 horas antes dele ser internado, não ouviríamos de mais ninguém no mundo. Memórias da infância, uma retórica inteligente e única sobre a diferencia do viciado e o adicto, entre o falar sozinho e falar a sós, sobre políticas publicas. ele faz e sempre nos fará falta

O nosso amigo nos deixa e deixa uma mensagem do luxo humano que está dentro de cada um de nós. Incluindo aqueles que não lerão e nem ouvirão essa mensagem, por estarem agora em alguma rua usando drogas, com a mente em um espirito paralelo, enquanto alguns de nós se prepara para dormir no conforto de nossos camas, embaixo de um teto. como disse o Sarda, nós adictos, somos invisíveis, inaudíveis, mas não somos inodoros, de uma forma ou de outra, no inicio de tudo, bem la no inicio de tudo, somos todos humanos

que cada pessoa tocada por essa lição de vida, reflita cada dia ao acordar, sobre o mundo no qual quer viver e quer deixar para seus filhos. Um mundo egoísta, onde o mérito está na esperteza, e na ignorância ao próximo, ou um mundo solidário, onde o interesse individual é parte de interesse coletivo e virtuoso

Somos todos da mesma turma, amigos do Sarda”

Comentários

Comentários

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta