RAYLLAN LUTA PELA VIDA – Desabafo de sua mãe (LEIAM)

uniao-mata-rayllanDeus na frente, sempre!
Oi pessoal, a luta do nosso pequeno, a cada hora que passa, está mais perto do fim.

Viemos informar e agradecer vocês por tudo, até porque, sem vocês a nossa luta não teria nem começado, chegamos no momento de MAIOR TRISTEZA E DOR de nossas vidas, o momento em que realmente, apenas um MILAGRE poderá trazer nosso príncipe guerreiro de volta, ele vive hoje, apenas por aparelhos, os órgãos estão TODOS COMPROMETIDOS!

No dia 24/09, a juíza solicitou provas de todas as partes envolvidas no processo do Rayllan e decretou um prazo de 5 dias para que todos se manifestassem:

__________________________________________

A inicial refere que o tratamento pretendido pelo autor (transplante multivisceral) não pode ser realizado no Brasil e que somente o Hospital Jackson Memorial Medical, localizado na cidade de Miami, nos Estados Unidos da América, estaria apto a realizá-lo. Ocorre que muito embora se verifique pelos precedentes invocados pela parte-autora a expertise da mencionada instituição hospitalar estrangeira, o autor se encontra em fila de espera para realizar o procedimento cirúrgico no Hospital Sírio-Libanês em São Paulo-SP, o que evidencia que há possibilidade de realizá-lo no Brasil.

Não há nos autos qualquer laudo médico que contra-indique o tratamento no Brasil ou que indique como única possibilidade a sua realização no hospital estrangeiro, mormente considerando que os precedentes arrolados na inicial datam de 2014, não se tendo notícia sobre a evolução do acordo internacional para a realização do indigitado procedimento cirúrgico no país, envolvendo o Ministério da Saúde e o Hospital de Miami, bem como a Fundação Favaloro, de Buenos Aires, Argentina, conforme a intensão demonstrada por meio da Nota Técnica nº 14556/2015/CONJURMS/CGU/AGU. Da mesma forma não há prova nos autos acerca da avaliação do caso autor pelo hospital estrangeiro e seu efetivo custo, conforme defendido na inicial.

Assim, não há elementos seguros nos autos para o exame do pedido de tutela de urgência, devendo a parte-autora melhor instruí-lo com o laudo médico, feito pelo seu médico asistente, que indique os tratamentos de saúde necessários e que não estão sendo disponibilizados na instituição em que internado atualmente, suas condições de saúde para realização desses procedimentos, bem como a avaliação feita por esta instituição quanto ao caso do autor e seu custo.

Prazo: 5 dias.

Sem prejuízo, intime-se a União, com urgência para que, no prazo de 5 dias, se manifeste sobre o pedido de tutela de urgência, especialmente sobre o acordo de cooperação antes mencionado.

Inclua-se o HCPA como interessado, intimando-o, com urgência, para que informe, no prazo de 5 dias, sobre o atual estágio da enfermidade do autor e esclarecendo se há prazo estimado para a realização do transplante e se haveria algum prognóstico de sucesso na cirurgia para a cura da enfermidade do autor.

Com a manifestação das partes, ou no decurso do prazo, voltem os autos conclusos.
__________________________________________

NÃO SERÁ NECESSÁRIO ESPERAR MAIS 5 DIAS, 1 MÊS, 1 ANO… PARA SER MAIS EXATA: 1 ANO E 2 MESES JUÍZA!

MEU FILHO, NÃO IRÁ MAIS NECESSITAR GASTAR OS TEUS VALIOSOS 3 MILHÕES UNIÃO, DINHEIRO QUE VOCÊS TANTO POUPAM PARA NOS AJUDAR NA SAÚDE E USAM PARA TORRAR EM COISAS FÚTEIS!

MEU FILHO NÃO TEM MAIS CONDIÇÕES DE VIAJAR EM BUSCA DA SUA CURA, DA SUA VIDA. ELE AINDA ESTÁ SOBREVIVENDO (COMO FEZ ATÉ HOJE, A DIFERENÇA É QUE AGORA ELE PRECISA DA AJUDA DE APARELHOS E AINDA MAIS, DA AJUDA DE DEUS, PARA SE MANTER “VIVO”).

ELE É APENAS MAIS UM QUE, SEQUER TEVE A OPORTUNIDADE DE AO MENOS, TENTAR UM DIA, VIVER!

#UniãoMataMaisUm!

Comentários

Comentários

Compartilhe

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta