Vinicius e sua luta pela vida. Ele conta com você

14408850_1176926602366785_984171130_nNo mês de junho do ano passado,  Vinicius, meu filho, se sentiu mal, com muita dores no estômago e na barriga. O levamos para uma UPA de Divinópolis.  Ele passou a noite gritando de dor e ninguém fez nada, nem um raio X,  o motivo, não tinha um cirurgião de plantão.

Pela manhã, não aguentando mais ver tanta dor e sofrimento do meu meu filho, o levamos para o hospital Santa  Mônica. Lá ele foi operado pelo Dr Bruno e sua equipe, que já o aguardava na porta, meu filho foi operado as pressas e foi constatado que tinha necrosado todo seu intestino fino.

Dr Bruno teve que retirar quase todo seu intestino fino, restaram apenas 10% do órgão. Meu filho foi encaminhado para o CTI e depois de três dias ele passou por outra cirurgia, dessa vez para reconstrução  do seus sistema digestivo, ou seja foi emendado o que restou do intestino fino no intestino grosso.

O procedimento foi bem sucedido, durou quatro horas, meu filho ficou mais cinco dias no CTI e depois seguiu para o quarto. Tudo parecia bem, parecia, pois ai começou a luta. No hospital  Santa Mônica não tinha mais o que ser feito.

Então meu marido  e os médicos  começaram uma luta para conseguir um lugar para leva-lo, um lugar que fosse possível dar continuidade ao seu tratamento. Não obtivemos sucesso, então tivemos que entrar na justiça para conseguirmos um local para que possibilita-se o restante do tratamento do Vini.

Conseguimos vaga no hospital das clinicas, em São Paulo, mas nesse intervalo, meu filho voltou as pressas para o CTI, em estado grave, uma infecção  generalizada tomou conta do Vinicius e os médicos já não acreditavam em uma melhora.

Depois de dolorosos 21 dias, meu filho mostrou uma melhora significante, vitória e para completar a alegria, um juiz de Divinópolis nos deu ganho de causa, estávamos habilitados para leva-lo para São Paulo.

Logo que chegou, Vinicius foi atendido  pela equipe do Dr Igor e do Dr João, em estado grave de saúde. Ele volto para o CTI e devido ao estado de debilitação que se encontrava, meu filho perdeu 30% do seu fígado. Vinicius venceu os prognósticos que não lhes eram favoráveis. Os médicos não acreditavam em uma melhora. Mas ela veio, ele deixou o CTI, foi para o quarto e permaneceu internado até o dia 18 de fevereiro. Nesse meio tempo, eu, mãe do Vinicius, fiz um treinamento  para cuidar dele em casa.

Alugamos uma casa aqui em São Paulo, já que os hospitais de Minas não oferecem o tratamento adequado ao meu filho.

E aqui estamos, aguardando os médicos decidirem se, fazem o transplante de intestino fino, ou se fazem o alongamento do órgão. 

O problema é que a cada dia que passa fica mais difícil mante-lo aqui. Não temos recursos. A doença do meu filho consome mais do que o meu marido recebe de salário, o que torna inviável manter dois lares. Se não fosse a ajuda de alguns amigos, não sei o que seria de nossa familia.

Não sei mais o que fazer. O governo  de Minas fala que não pode nos ajudar, já que procuramos tratamento em outra cidade, mas não tínhamos outra opção, já que os hospitais daí, não oferecem recursos para o tratamento do meu Vinicius.

Continuamos com nossa luta na justiça, mas ela é lenta, se você puder nos ajudar, seremos eternamente gratos.

Para quem puder ajudar:

Vinicius antonio reis do Carmo
Agência: 508
Conta Poupança Bradesco: 89259-9

Ou ligar para o pai do Vinicius no tel: 37 9 9959-5579, Nelson.

Muito obrigado. Desde já agradecemos a todos! Vamos ajudar o Vinicius a vencer essa batalha!

Facebook do Vinicius

Comentários

Comentários

Ainda não há comentários.

Deixe uma resposta